Tag Archives: viagem

Paris-Londres-Paris

27 fev

Não existe nada como pegar o Eurostar para cruzar o Canal da Mancha. Primeiro porque a experiência toda da viagem de trem é muito mais agradável do que a de avião. As poltronas, mesmo na classe standart, são muito mais confortáveis, o ar não é aquela coisa seca, não tem pressurização da cabine… Sem contar que depois você pode se divertir apavorando as pessoas ao dizer que o túnel fica a 100 metros da superfície do mar (beijo, mãe!).

Além disso, o trem, por mais que tenha uma inspeção de passaportes e um controle de segurança com raio-X, não chega aos pés da chatice que é embarcar em um aeroporto. Se você colocar na ponta do lápis o tempo que leva para fazer check-in, passar pela inspeção, embarcar, e depois desembarcar, passar pela inspeção de segurança etc etc etc, acaba que a viagem de trem é mais rápida.

Outra vantagem enorme de se fazer o trajeto de trem é a facilidade de transportes. Você sai de um hub de transportes de uma cidade para a outra em duas horas e meia, mais ou menos (foi o tempo que levamos da Gare du Nord, em Paris, para a St. Pancras, em Londres). Não importa em qual sentido você faça o trajeto, o legal é que você tem acesso ao metrô ali mesmo, e pode seguir para o hotel sem problema nenhum (considerando que sua mala seja de um tamanho razoável e que você consiga subir e descer escadas com ela, é claro).

A cidade já está no clima dos Jogos Olímpicos, e eles estão bastante orgulhosos do trabalho que estão fazendo. Afinal, Londres 2012 pretende ser “the greenest Olympic games ever”, e eles fazem questão de divulgar todos as medidas que estão sendo tomadas para garantir que o evento tenha o menor impacto possível no meio-ambiente. O que só faz ficar mais engraçado a afirmação de um membro da organização de que eles esperam que a organização de Rio 2016 realmente coloque em prática tudo que eles estão batalhando para conseguir concretizar.

Primeira viagem acadêmica

15 dez

Bom, antes de qualquer coisa: sorry. Mas entre tudo que resolveu acontecer por aqui ultimamente, eu só tinha energia para chegar em casa, tomar banho e ver anime. Tendo dito isso…

Umas três semanas atrás, conferindo as notícias de eventos que recebo pelo Google Reader, acabei me deparando com o anúncio de um colóquio sobre vidro e luz na arquitetura medieval. Então, boa empolgada que sou, me inscrevi, arrumei a mochila e, semana passada, fui para Lyon, onde o colóquio aconteceu.

Uma das maravilhas de se viajar por aqui é o trem. Sério, eu adoro. Nada da demora do check-in do avião, nem os atrasos (normalmente). Você chega na estação, confere em que plataforma o embarque será feito e, vinte ou dez minutos antes, você entra, senta e enjoy the ride. Essa viagem para Lyon levou cerca duas horas de TGV, um trem de alta velocidade (como o que faz Londres-Paris pelo Canal da Mancha), que saiu da Gare de Lyon. Fomos na segunda-feira, na hora do almoço, e voltamos quinta à noite. Considerando que o colóquio ocupava o dia inteiro e nosso hotel ficava a cinco minutos andando da universidade, não conhecemos a cidade, mas trouxe algumas fotos para compartilhar!

Continue lendo