Macacos Árticos em Paris

5 fev

Ontem foi um dia bem diferente da rotina, mesmo para um sábado. Afinal, ontem foi dia de show!

Com os ingressos comprados ano passado e devidamente impressos, saímos de casa, compramos um crepe na lojinha da esquina e pegamos o metrô rumo a Porte de Pantin, estação mais próxima do Le Zénith, local do show. No site, havia um aviso de que as portas só abririam uma hora e meia antes do horário marcado para o show – a gerência pede que as pessoas não cheguem cedo demais, especialmente quando as condições climáticas estão adversas.

previsão do tempo...devidamente concretizada

Atendendo à indicação, nos programamos para chegar lá perto das 18:30, já que o show começaria às 20h. Claro que já encontramos uma fila, mas nada de apavorante. Os portões demoraram um pouco ainda para abrir, mas o espaço era fechado e bem aquecido, e escolhemos ficar na parte da arquibancada, então a espera foi bem confortável.

Antes de falar do show, preciso comentar uma coisa muito particular. Como em todo lugar, é claro que lá tem uma lanchonete, e vendedores que entraram antes do show de abertura e antes do show principal. Pacotinhos de batata frita supervalorizados, cerveja não-gelada que no caso não incomoda em nada…e baguetes. Isso mesmo, sanduíches de queijo e presunto com quase meio metro. Que eram devidamente comprados e comidos com prazer. Outra coisa digna de nota é a proibição quanto a garrafas de plástico..com tampa. A garrafinha que você leva de casa pode entrar, sem problema nenhum, desde que você jogue a tampinha no lixo, no controle da segurança.

Arctic Monkeys & Miles Kane na saideira

O show em si foi maravilhoso. Eu, claro, sou uma pessoa péssima para comentar shows porque simplesmente não sei nome de música nenhuma. Sério mesmo. O show de abertura foi do Miles Kane, que eu conheci por causa do The Last Shadow Puppets (que eu adoro). Gostei bem mais do álbum solo dele do que do The Rascals. O show de abertura dele, que começou na hora marcada, durou um pouco mais de meia-hora e foi bem legal.

Depois de um intervalo de mais ou menos meia-hora, o Arctic Monkeys subiu e aí foi levantar, pular, gritar. Eles aproveitaram a presença do Miles Kane e tocaram duas músicas com ele, a primeira durante o show e a segunda como saideira. O palco era super simples, como dá para ver na foto: a banda, as luzes e um fundo branco. O som estava muito bom, mas as luzes piscando constantemente às vezes me deixavam meio  zonza…

No final de tudo, hora de pegar o metrô (como praticamente todo mundo) e voltar para a casa, cansada e com a garganta doendo, mas feliz.

Anúncios

2 Respostas to “Macacos Árticos em Paris”

  1. Paula 13 fevereiro 2012 às 21:30 #

    O show deles parece ser simples mas daqueles que você sai morta (e derretendo se fosse no rio e tals), quando tiver por aqui vou ver se consigo ir.

    Sério que vendem baguetes? No último show que fui aqui fiquei impressionada além de daqueles vendedores de biscoito super valorizados tinha barraca de pizza, bob’s e lugarzinho de doces e tal.

    Tá certo que era um festival (o Summer Soul), mas tinha muito mais variedade que o normal e a cerveja (gelada, ok?) não chegava a estar cara, ainda tinha um carinha na fila da cerveja marcando com uma fitinha os maiores de idade XD

    • Juliana 14 fevereiro 2012 às 05:43 #

      Exatamente! Eu tirei o casaco assim que cheguei, e fiquei invejando durante o show o povo que estava de camiseta!

      E sim, sandubas na baguete. True story.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: