Disney Paris

19 dez

Sábado, aproveitamos a previsão de apenas 10% de possibilidade de chuvas e fomos para a Disney de Paris.

E vou fazer uma pequena pausa aqui para explicar que o nome desse post poderia muito bem ser “Murphy me ama”. Em julho do ano passado, quando fomos para Orlando como presente de formatura, uma das coisas que eu mais queria ver era a ride temática do castelo de Hogwarts no Universal Studios. Na primeira estação do brinquedo, o carrinho sacudiu, parou e um alarme começou a tocar. Problemas técnicos. Acenderam as luzes e toda a magia de Hogwarts foi por água abaixo. No dia seguinte, quando voltamos, a atração estava fechada…por problemas técnicos.

Em julho de 2009, quando visitamos a Disney de Paris pela primeira vez, Caio estava na fila para a montanha-russa do Aerosmith. A fila levou muito tempo para andar porque a atração estava com problemas no som. Quando ele cansou de esperar e saiu pela saída de emergência, a música voltou a tocar – mas a porta já tinha batido.

De volta a 2011.

Eu estava realmente empolgada para ver a Disney daqui enfeitada para o Natal, e isso não me decepcionou. Nenhum enfeite capenga (apesar de estarem montados há mais de um mês), nenhuma lâmpada queimada. Até as eventuais músicas de Natal não eram irritantes. O dia começou lindo, com esse céu azul maravilhoso, então nosso ânimo não poderia estar melhor.

Só que aí… No Autopia, um brinquedo do tipo “bobinho mas legal” em que você dirige um carrinho com motor de kart, o motor de um carrinho na nossa frente morreu, parando a fila inteira. No Laser Blast do Buzzlightyear, o carrinho andava alguns metros e depois parava, “logo retomaremos nossa aventura espacial”. Na Phantom Manor, a mesma coisa (o que, aliás, aconteceu também na Haunted Manor em Orlando). A montanha-russa do Indiana Jones ficou boa parte do dia fechada.

Quando fomos para o Walt Disney Studios, no final da tarde, a montanha-russa do Aerosmith estava, mais uma vez, com problemas de som (mas dessa vez o Caio insistiu e conseguiu ir no último carrinho que partiu antes de fecharem a atração por um tempo).

Aí, na hora da parada de Natal… Chuva. E vento. Muita chuva. De granizo.

Mas aí eu cheguei em casa, molhada, exausta e espirrando um pouco, e reparei que foi um dia ótimo. Ótimo mesmo.

Anúncios

4 Respostas to “Disney Paris”

  1. ricardosolo 19 dezembro 2011 às 18:44 #

    Não existe dia ruim que não possa ser curado com um pouco de Disney. Sabe que quando fomos no Harry Potter, eu e Nanda, a atração estava com problemas, decidimos por conhecer o castelo por dentro e no meio do caminho, a atração voltou a funcionar, acho que demos sorte.

    • Juliana 19 dezembro 2011 às 20:36 #

      Era nossa esperança, mas não adiantou. Até porque, no nosso primeiro dia, eu estava passando mal por causa do calor e tudo mais… Mas eu enfrentaria a fila de duas horas de novo para ver de verdade!

  2. Paula 13 fevereiro 2012 às 21:20 #

    Toda história de ‘eu fui a Disney’ que eu vejo tem algo sobre algum brinquedo quebrado ou com problemas de funcionamento.

    Pra quantos santos vou ter que rezar quando eu for?

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: